Atividade Física

Atividade Física
28 de janeiro de 2010 AlexKB

A vida sedentária, ou seja, a falta de atividades físicas, é prejudicial à saúde. O organismo constantemente precisa de energia para sua variadas funções. A falta de exercícios diminui muito o consumo de energia pelo corpo, o que facilita a má absorção dos alimentos ingeridos, não ocorrendo a quebra da gordura e acumulando as mesmas em áreas indeterminados do corpo. Além disso, as células perdem suas habilidades na produção de energia, deixando todo o organismo mais vagaroso em seu desempenho para as atividades de vida diária, podendo surgir desequilíbrios e consequentemente patologias diversas.

Muitas pessoas procuram de todas as formas um bem estar e uma vida saudável. Ao invés de tentarmos com medicamentos, porque não nos conscientizamos de que muitos distúrbios leves do organismo (que trazem indisposição) podem ser resolvidos pelo próprio corpo, ou seja, seu corpo pode te ajudar.

Os exercícios podem levar a um estilo de vida saudável, e já tem sido administrado em várias áreas da medicina. A atividade física realizada de forma periódica, pode servir de prevenção eficaz para muitas doenças cardíacas, distúrbios respiratórias, circulatórias, lesões articulares e da própria senilidade. Além disso, a cinesioterapia (terapia pelo próprio movimento) associada com tratamentos estéticos pode trazer respostas satisfatórias à aqueles pacientes que procuram as técnicas da medicina estética para a melhora da aparência e do contorno corporal.

Devemos enfatizar que o exercício não deve causar dores musculares e cansaços excessivos.

EFEITOS DOS EXERCÍCIOS
Os exercícios tem efeitos locais e gerais sobre o organismo. Esses efeitos ocorrem em todo o metabolismo, em nível muscular, esquelético, circulatório e outros.

De uma forma geral os exercícios podem trazer efeitos benéficos para o organismo, como diminuição do cansaço físico, stress emocional e outros.

Efeitos sobre a musculatura
Os exercícios causam um alongamento da musculatura, quando num movimento de estiramento do músculo, incentiva-se o prolongamento das fibras musculares.

Os exercícios procuram trabalhar todos os músculos de um determinado seguimento de forma sinérgica, aumentando sua resistência, seu tônus muscular e sua massa muscular, ou seja, causando uma hipertrofia moderada.

Cada músculo possui uma disposição de fibras que lhe dá um formato diferenciado, e anatomicamente falando, a beleza corporal que cada indivíduo pode adquirir vem de sua própria estrutura anatômica, que será individualizada.

Esses fatos associados aos resulatdos em nível tecidual e metabólico, pode ajudar (junto a um trabalho de estética) na conquista de uma modelação corporal, evidenciando os contornos corporais.

Efeitos sobre o esqueleto
Os exercícios ativos influenciam também na parte ósseo do organismo, pois estimula a atividade de osteoblastos. Os exercícios que utilizam o impacto sobre o solo, estimulam a absorção mais eficiente de cálcio nos ossos, prevenindo doenças ósseas como a osteoporose, e causando maior resistência óssea.

Efeitos sobre o sistema circulatório
A mobilização do corpo como um todo, causa também a movimentação dos líquidos corporais, como o sangue e a linfa, cuja velocidade de movimento é graduada de acordo com a intensidade e com o tempo dos exercícios. Com esse aumento do fluxo circulatório, existe uma melhora no transporte de substâncias pelo organismo, tornando mais eficiente o trabalho de oxigenação celular, absorção de nutrientes e eliminação de toxinas.

CONCLUSÃO
A atividade física, seja uma caminhada, natação, qualquer atividade esportiva ou um simples programa de exercícios de mobilização com ou sem resistência, é importante para um bom desenvolvimento das atividades naturais do organismo. Também pode auxiliar com muita eficácia um tratamento de estética corporal. Pode-se utilizar várias técnicas associadas, como exercícios, alimentação balanceada, eletroterapia, drenagem linfática, etc., uma complementando a outra, para se obter um bom resultado em nível de prevenção de disfunções e de remodelação corporal.

ORIENTAÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DE EXERCÍCIOS

1. Auto alongamento do músculo peitoral maior. Alongar a porção clavicular

2. Auto alongamento do músculo peitoral maior. Alongar a porção esternal.

_____________________________________________________________________________

3. Auto alongamento da região cervical e pescoço.

4. Auto alongamento da região cervical e pescoço. Alongamento do músculo elevador da escápula.

_____________________________________________________________________________

5. Auto alongamento de região anterior de coxa.

_____________________________________________________________________________

6. Auto alongamento ativo da região da coluna lombar

7. Auto alongamento da região anterior da coluna lombar e articulação do quadril.

8. Auto alongamento de região de coluna torácica e lombar.

_____________________________________________________________________________

9. Auto alongamento de músculo grande dorsal en região lateral do tronco.

_____________________________________________________________________________

10. Auto alongamento da região posterior de membro inferior.