Eletrolifting

Eletrolifting
28 de janeiro de 2010 AlexKB

Esta técnica é muito usada para atenuar linhas de expressões profundas ou superficiais e também para melhorar quadros de estrias, dando resultados visíveis logo na primeira aplicação.

Este método é feito através da corrente galvânica, onde se utiliza uma agulha adaptada a um eletrodo tipo caneta conectado ao pólo negativo.

A punção da agulha sobre a pele provoca uma reação de estimulação que traz como resultado o preenchimento do conteúdo das rugas ou estrias, suavizando o aspecto da pele

 

PROTOCOLO
Técnica de Eletrolifting para linhas superficiais e profundas:
1 LIMPAR a pele com loções de limpeza adequadas ao tipo de pele, para a remoção dos acúmulos de impurezas na camada superficial.
2 TONIFICAR para remover as impurezas que a limpeza não remove.
3 ESFOLIAR para remover as células mortas, as impurezas mais arraigadas e separar os corneócitos.
4 TONIFICAR novamente para equilibrar o pH da pele.
5 VAPORIZADOR CK 100 por 10′ para emoliência, baixar a resistência da pele e oxigenar as células.Nos 5′ finais acionar a função OZÔNIO para matar fungos e bactérias.
6 ELETROLIFTING usando a técnica de arranhamento ao longo das linhas superficiais ou rugas, até causar hiperemia.Para rugas muito profundas recomenda-se a utilização do método de punturação.Coloque compressas de algodão embebido em loções calmantes ou anti-sépticas nas regiões punturadas.
7 ALTA FREQUÊNCIA use por 3′ com eletrodo tipo Standard pequeno ou grande, nos locais “galvanopunturados”, com método fluxação (contato direto com a pele) para acalmar e densifectar o local.
8 MÁSCARA com princípios ativos antiinflamatórios pó 20′, remova em seguida.
9 FINALIZAR com hidratantes com F.P.S.
PROTOCOLO
Técnica de eletrolifting para melhora no quadro de estrias:
1 LIMPE o local a ser tratado, com loções de limpeza corporal, para remover as impurezas da superfície da pele.
2 TONIFIQUE a região, para complementar a limpeza.
3 ESFOLIE o local com esfoliastes tipo abrasivo, para afastar os corneócitos e baixar a resistência da pele.
4 TONIFIQUE novamente, para equilibrar o pH da pele.
5 ELETROLIFTING com técnica de arranhamento ao longo de toda região afetada, até que haja hiperemia. Coloque compressas de algodão embebidas com loções calmantes e anti-sépticas nos locais tratados.
6 IONIZAR princípios ativos com colágeno e elastina, no local para aumentar a elasticidade e a produção das fibras colágenas. Seguir sempre a informação do fabricante do cosmético.
7 ALTA FREQUÊNCIA por 3′ sobre as regiões tratadas, para acalmar e desinfetar o local.
8 MÁSCARA cicatrizante, antiinflamatória por 20′, retirar em seguida.
9 FINALIZAR com hidratante corporal com princípios ativos a base de colágeno e elastina.

Eletroestimulação Facial

Tratamento eletroterápico, indicado para casos de flacidez, corporal e facial, elaborado com aparelho atuante com corrente alternada que estimula os nervos periféricos e, conseqüentemente causa contração dos músculos estriados.A contração muscular observada através da atuação desta corrente é semelhante à ginástica isométrica ativa, que tem o objetivo de ativar o metabolismo muscular.
Iremos citar em especial, os músculos da face, de grande importância no tratamento de revitalização, uma vez que atenua a flacidez e ativa a circulação linfática, trazendo à pessoa tratada, uma aparência mais jovem.
A corrente alternada é utilizada para enrijecer a musculatura, melhorar a circulação local, e auxiliar na eliminação das toxinas.
A colocação das placas deverá ser feita nos pontos motores da musculatura, que será próximo às terminações nervosas, ou nos pontos de inserções musculares.
Neste tipo de corrente existem tipos de ondas, que ficam um determinado tempo contraindo e um mesmo tempo em repouso.Ao selecionar a onda, seleciona-se uma determinada freqüência, que serve para controlar a quantidade de pulsos por segundo, e também possui um controle de intensidade que irá variar de acordo com a sensibilidade do cliente. A ginástica passiva trabalha a musculatura estriada, proporcionando um trabalho muscular involuntário.

PROTOCOLO
Eletroestimulação Facial para Peles Flacidas e Desvitalizadas
1 LIMPAR a pele com loções ou emulsões de limpeza, para remoção dos acúmulos de impurezas na camada superficial da pele.
2 TONIFICAR para complementar a limpeza.
3 VAPORIZADOR CK 100 por 15’para promover a oxigenação celular e acelerar o metabolismo das células.A hiperemia gerada pelo calor aumenta o fluxo sangüíneo.
4 ESTIMULAÇÃO MUSCULAR coloque as placas condutoras nas inserções dos grupos musculares escolhidos, ajuste a intensidade de acordo com a sensibilidade da cliente e a freqüência de acordo com a sessão, comece com a freqüência mais baixa e aumente gradativamente ao passar das sessões.Ex (1ª sessão freq. -5; 2ª sessão freq. -10; 3ª sessão – freq. 15; etc.) Isto favorecerá o enrijecimento muscular e tissular, devolvendo o contorno natural do rosto.
5 MASSAGEIE o rosto com cremes com princípios ativos firmadores associados a manobras de massagens revitalizantes e estimulantes, para potencializar o tratamento.
6 MÁSCARA oclusiva por 20′ para penetrar os princípios ativos do creme utilizado anteriormente e ter maior efeito lifting.
7 FINALIZE com hidratante com F.P.S