Limpeza de Pele (técnica)o Humano

Limpeza de Pele (técnica)o Humano
28 de janeiro de 2010 AlexKB

Qual a necessidade da Limpeza de Pele?

A limpeza de pele é tão necessária quanto tomar banho. Devemos fazer disto um hábito. Através dela, poderemos mantê-la hidratada, limpa, sempre com aspecto saudável e jovem.

Conduta :

  • Preparação do ambiente;
  • Recepção do (a) cliente
  • Acomodação do (a) cliente;
  • Assepsia das mãos;
  • Ficha de Anamnese que será finalizada ao término da limpeza;
  • Higienização da pele/ Pulverização;
  • Análise da pele;
  • Tonificação;
  • Adequação dos produtos (conforme tipo de pele);
  • Gomagem/Afinamento;
  • Desencruste em pele lipídica ou mista;
  • Emoliência / Em pele desvitalizada ou alipídica, entrar com massagem;
  • Assepsia / Extrações;
  • Alta Frequência;
  • Máscara por 20′ ;
  • Finalização – Limpar, pulverizar, secar;
  • Aplicar hidratante com FPS ou base medicamentosa.

    Preparação do Ambiente:

     

  • Preparar o ambiente de trabalho fazendo assepsia;
  • Lavar o estojo com sabão antisséptico ou de côco e passar algodão com álcool. Forrar o mesmo com um campo onde serão colocados os objetos a serem esterelizados;
  • Limpar bem a maca ou cadeira onde a cliente ficará;
  • Esterilizar na auto-clave: tesoura, pinças, cureta;
  • Separar agulha descartável;
  • Preparar o vaporizador, alta frequência;
  • Limpar os eletrodos, deixando de molho no álcool etílico por 30′ ou no Sidex por 10 horas (apenas a parte que terá contato com a pele);
  • Fazer a assepsia das mãos.

    1º Passo:

  • Leite de limpeza: Remover a maquilagem e impurezas ou detritos, sem causar irritação. Possui ação regeneradora;
  • Para peles oleosas (extratos de bardana, hamamelis, sálvia);
  • Para peles normais (extratos de ginseng, malva, aveia, camomila);
  • Para peles secas (extratos de tília, algas marinhas). 2º Passo:
  • Pulverizar água 3º Passo:
  • Analisar a Pele.

    4º Passo:

  • Tonificação – Tonifica, hidrata e equilibra o pH da pele;
  • Para peles oleosas ou acneicas (loção tônica e antisséptica, adstringente, com extratos de castanha da índia e hamamelis);
  • Para peles normais (loção com pantenol e extratos de ginkgo biloba);
  • Para peles secas (loção com extrato de aloe vera).

    5º Passo: I

  • Passar com algodão, Laurilsulfato de Sódio;
  • O Laurilsulfato de Sódio é utilizado em peles lipídicas de grau II (observando que a cliente não tenha alergia ao produto);
  • Salicilato de Sódio é utilizado em pele lipídica de grau I;
  • Carbonato de Sódio é utilizado em peles sensíveis e mistas;
  • Desencruste. Chave normal (para liberar o sódio +);
  • Um eletrodo na mão da cliente para passar corrente e o desencruste enrolado em gaze ou algodão com o produto; passar na face por 3 minutos . Tem ação de destamponamento na camada ósteofolicular = córnea = superficialmente;
  • Borrifar água, limpar com algodão;
  • Passar Laurilsulfato de Sódio; inverter a chave (para liberar o lauril -) = atrai;
  • Passar o desencruste novamente;
  • Limpar com algodão embebido em água;
  • Pode-se utilizar um desencruste de uma linha cosmética que já contenha a polaridade definida, não havendo necessidade de troca de polaridade;
  • Também utilizado no couro cabeludo para tratamento da seborréia.

    5º Passo II: Peeling

  • Peeling físico: É aplicado um cosmético com substâncias abrasivas para remover as células mortas e aumentar a permeabilidade cutânea. Pode conter sílica, pó de caroço de damasco, polietileno, podendo ser utilizados em cremes, géis, sabonetes ou loções;
  • Peeling químico: É aplicado um agente esfoliante que atinge maior profundidade, após a lesão ocorrerá uma descamação com a finalidade de dar a aparência de rejuvenescimento da pele. Melhorando sua cor e textura, suavizando vincos e rugas e até clareando manchas; porém vale ressaltar que quanto mais profundo for o peeling, maiores são os riscos de complicações, por isso este tipo de procedimento deve ocorrer sempre com um acompanhamento médico;
  • Princípios ativos mais utilizados: ácido glicólico de 30 a 70%; ácido retinóico de 0,025 a 0,1%; ácido tricloroacético (TCA) de 35 a50%; resorcina de 30 a 40%; entre outros. Estes são de uso proibido em cosméticos;
  • Peeling biológico: É realizado com alguns tipos de enzimas como papaína, encontrada na papaya e a bromelina, encontrada no ananás;
  • Peeling vegetal ou gomage: Podendo utilizar géis ou cremes, estes quando evaporam e secam, em sua retirada, formam grumos que carregam as células mortas;
  • Peeling mecânico: Só pode ser realizado como procedimento médico, pois consiste de um ato cirúrgico realizado através de lixas em alta rotatividade, eliminando a epiderme até chegar a camada basal.

    6º Passo:

  • Tonificar novamente;
  • Entrar com massagem se necessário “em pele desvitalizada ou alipídica.”

    7º Passo: Emoliência.

  • Atua facilitando as extrações dos comedões. Utilizar vapor com ozônio por 5′ que contém ação bactericida; depois apenas vapor por 10′ como aquecimento e vasodilatador. Deixar algodões umedecidos em emolientes sobre a pele;
  • Existem alguns emolientes que não podem ser aquecidos. Deve-se verificar o procedimento antes da aplicação;
  • É importante salientar que em peles muito sensíveis, o vapor deve ser deixado por menos tempo.

    8º Passo: Extrações

  • Limpar. Tempo de extração – máximo de 30′;
  • Precauções: Jamais deixar a agulha exposta e sim num algodão com antisséptico. Após o uso, colocar num pote plástico para evitar contágio, levar ao lixo;
  • Utilizar o aparelho de sucção/vácuo na região nasal, para extração de comedões, evitando assim a dor local;
  • Utilizar o aparelho de sucção/vácuo nas pústulas, desobstruindo as mesmas primeiramente com uma agulha;
  • Juntamente com a extração, utilizar loção antisséptica (extrato de própolis, hamamelis) no algodão; sobre as pústulas abertas, deve-se utilizar loção secativa e em seguida, acalmar o local, deixando algodão embebido em loção calmante (extrato de bardana, azuleno).

    9º Passo: Alta Frequência.

  • Para assepsia e bactericida. Ajuda na cicatrização;
  • Fluxação. Aplicar em intensidade média;
  • Utiliza-se o esférico ou cebolinha (nariz e orbicular dos lábios); standard ou cebolão (para áreas maiores da face) e forquilha (área cervical, mamas ou pernas) também utilizado para problemas de garganta;
  • Quando houver extração de pústulas, aplicar o fulgurador ou cauterizador por 3 segundos apenas.
  • Saturador: Aplicar em intensidade baixa;
  • Aplicar apenas em peles sem problemas, como teleangectasias . É recomendado para peles desvitalizadas;
  • Aplicar gel hidratante ou Fluidos Fundamentais. A cliente segura a bobina com o eletrodo com ambas as mãos;
  • A Esteticista deve pinçar com os dedos promovendo tamborilamento e/ou deslizamento sobre a face da cliente suavemente.

    10º Passo:

  • Máscara Calmante ou Cicatrizante – Gel ou Creme por 15′. Funciona como descongestionante e anti-irritativo. Com extratos vegetais de tília, camomila, calêndula, azuleno, alfa bisabolol…;
  • Máscara Nutritiva: Para peles desvitalizadas, senis, desidratadas e manchadas – 20′;
  • Com vitaminas A e E, elastina, colágeno, placenta, ginseng…;
  • Máscara em pó;
  • Máscara Físico-Química – gel, creme ou pó;
  • Máscara Físico-Mecânica – algenato, porcelana;
  • Máscara Físico – Química-Mecânica – hidroplástica (que puxa);
  • Numa pele mista, utilizar dois tipos de máscaras nas regiões adequadas;
  • Não utilizar pincel quando houver extração com agulha, mas sim a espátula – jamais usar as mãos para espalhar a máscara.

    11º Passo:

  • Limpar e Pulverizar; Secar. Aplicar o Hidratante com protetor solar – ou base medicamentosa (a cliente sairá com uma coloração boa).